11 de jun de 2010

Violetas, na minha janela...

Bom dia meus amigos !

Passei essa semana numa correria medonha em função da mudança da tia e de trabalhos na faculdade. Queria muito vir aqui para podermos conversar um pouco e trocarmos umas idéias.

Vocês já sabem que meu foco não é somente apresentar os trabalhos em crochê, mas escrever as minhas reflexões e lições que aprendo no dia a dia. Inclusive, nessa foto aqui abaixo, me pegaram distraído, provavelmente analizando alguma coisa... É sempre assim que eu fico... Hehehehe





E não que sejam grandes feitos ou grandes situações que tenho vivido... Pelo contrário, são mínimos acontecimentos, diante dos quais desenvolvo minha análize, minha perspectiva e principalmente, minha capacidade de aprendizagem e crescimento.

Minha conversa começa com um antigo pensamento meu: de que lugar de plantas e flores, era fora de casa (!!!!). Na verdade, não gostava de umas violetas que minha avó tinha na janela de nossa cozinha. Vivia jurando que ia colocar elas para a rua, que elas não eram bonitas, que não tinha cor, nem flores. Era somente as folhas das violetas. Quase objetos inanimados (conforme meu entendimento á época).



Até mesmo prometia que ia fazer alguma arte pra colocar no lugar das plantinhas...

Mas sabem que num certo dia, enquanto lavava a louça do almoço, percebi o quanto elas estavam secas, e mesmo não gostando muito, resolvi regar cada uma delas. Fiz isso, coloquei a água, acabei de lavar a louça e segui meu rumo.

Mas o mais impressionante e espetacular (pelo menos para mim) é que no dia seguinte, exatamente no dia seguinte, tinham nascido flores nas violetas. Bem roxas, muito bonitas.

Achei a experiência tão fantástica, tão interessante que peguei o gosto pela jardinagem, pelo verde, pelas plantas, e logo, pelas flores. Descobri, depois de alguns anos de vida (hehehehe), que se regarmos uma planta, a colocarmos em uma terra fértil, e principalmente se nos comunicarmos com ela, ela vai nos dar um retorno sobremodo especial. Inaudível, mas muito especial.

Sei que isso que aconteceu não representa nenhum milagre, nenhuma façanha, nenhum ato de bravura ou de grande mérito. Pelo menos para alguns pode significar a coisa mais simples do mundo. Menos para mim.

Para mim foi uma grande, muito grande lição.



Sobre percepção, sobre cuidado, sobre carinho, sobre olhares atentos, sobre manutenção. Aprendi uma lição muito especial sobre detalhes...

Se pararmos para pensar, vamos ver que são os pequenos detalhes que fazem toda a diferença. É o "pingo nos is", é o leme do barco, é o bom dia. É o olhar, é o toque, é o sentir-se bem.

E se você descobrisse que existe uma outra maneira de alcançar sua felicidade?

E se descobrisse que os bens mais preciosos não são avaliados, nem comprados, nem pagos por valor algum?




Vocẽs já pensou nisso?

Em como as coisas pequenas, simples e singelas é que nos trazem o crescimento e a estabilidade.

Podemos ter uma grande casa, mas ela só vai abrir todo seu requinte e aconchego, se você tiver uma pequena chave...

Da mesma forma foi com as violetas da minha janela, foi apenas um olhar, um minuto de atênção, um toque, um pouco de água limpa e nova.

E a vida se renova, e as flores abrem, e o coração se alegra, e o mundo se transforma.



Não precisamos ir muito longe. Todos sabem que dia é sábado ! Dia dos namorados ! Dos apaixonados, enamorados, aqueles que tem algo em comum.

E o que é essa paixão, o que é esse amor?

Para mim, é muito mais que um presente no dia, é muito além de algo material, que pode ser manipulado. Envolve o sentimento, envolve o que não pode ser expresso em palavras.



Envolve o sentir-se bem, o estar confortável e seguro perto de alguém que nos faz melhores. Precisamos sim viver dias de enamoramento, de paixão incandescente, de entregas por amor.

Amor por aquela pessoa em especial, que nos conhece, e mesmo assim continua nos querendo o bem. Que nos afaga o ego qnd diz que nos ama. Que nos levanta o astral, mantém o bom humor. Que divide a cama e a vida, os sonhos, os planos. Os desejos do coração.



Amor pelos amigos, que tem a palavra certa no momento exato. Que nos abraçam e nos devolvem aquilo que nos é próprio. Amigo que olha nos olhos e sabe quem somos e como estamos.

Amor pelos filhos, pela família, nossa base, força de nossa estrutura. Nosso referencial, bem mais precioso. Amor por momentos em família, pelo arroz com feijão, pelo churrasco de domingo, pelos atritos, pelas diferenças e individualidades que nos unem.



Amor pela vida, e pela renovação natural que ela proporciona ao longo dos tempos. Até ontem o verão estava aí, com todo seu calor e intensidade do sol. Com o corpo a mostra, com poucas roupas. E está hoje o inverno, com o rigor do frio (ainda mais aqui no sul). Mas ainda este é apenas uma fase... A primavera vai voltar, as flores da minha janela estão voltando a crescer. De uma maneira muito natural o rio vai retornando ao seu rumo.

E quem é que move todas estas coisas? As estações, as fases, os tempos cíclicos da vida?



Aquele que viveu e ainda vive. Aquele que se entregou a si mesmo, se dedicou. Creu no retorno de seus atos.

Aquele que é perfeito em amor, e digno de todo reconhecimento. A Ele, Jesus, meu amor, e minha gratidão.

E eu desejo de maneira intensa e profunda que o amor do Pai possa ser derramado sobre nossas vidas, sobre nossa nação, sobre cada pessoa na tranquilidade ou agitação de sua casa.



Eu desejo que você seja cheio do amor de Deus e possa crescer em sua graça.

Quando perguntaram a este Jesus qual o maior dos mandamento de uma religião, o mestre respondeu: "Amarás o Senhor teu Deus como o único Deus, e ao teu próximo como a ti mesmo".

Ora, como queremos amar alguém, ou sermos amados, se não nos amarmos a nós mesmos?

Veja que a cruz que é feita com uma linha vertical e outra horizontal: na vertical simbolizando a religação ao céu, ao Pai, mas também na horizontal quando nos liga aos homens, quando nos liga aquele que está perto de nós.



E quando você se perguntar o que fazer, ou de que maneira superar, como vencer, ou como conquistar, creia Naquele que é Maior, e poderoso para mudar nossa história a cada dia. Creia que quando clamamos a Jesus, Ele nos ajuda nas nossas fraquezas, nas nossas frustrações, no nosso desamor.

Eu desejo que este amor que falo e que procuro repartir a cada dia, possa ser derramado sobre sua vida, sobre seu namoro, seu casamento, sobre sua família, e sobre todos os seus caminhos.



As fotos que trouxe junto dessa postagem, são algumas que tenho tirado desde meu novo olhar sobre as plantas.

Quero dedicar esta postagem para duas amigas:


A Rosan (rosan-estmulos.blogspot.com), uma gaúcha de São Marcos aqui do Rio Grande do Sul, que adora Cactos e suculentas. E o legal é que quando eu conheci o blog dela, eu ainda não tinha aberto meus olhos para isso de bom que a natureza tem. Mas em compensação hoje tenho várias suculentas na minha casa. Muito obrigado pela semente inconsciente que tens lançado minha querida ! Que Deus conserve sempre a tranquilidade que tu transmite !

E á querida Mamélia (adorocrochet.blogspot.com), apaixonada por fotos, por crochê, por peças antigas. Uma pessoa muito especial, e que apareceu em minha vida graças ao google. Enquanto pesquisava sobre um determinado tema encontrei o blog desta mulher que é uma vencedora. Uma pessoa que eu admiro muito, e sobre quem desejo o melhor de Deus. Ela tem uma família muito abençoada, e um testemunho de vida extremamente precioso.
Mamélia, aquela rosa cor de rosa é especialmente para ti ! Tirei a foto enquanto estava fazendo um passeio e lembrei de algumas fotos semelhantes que tu tirou um tempo atrás.


Um abraço a todos amigos, visitantes e seguidores,


Um beijo no seu coração




Apaixonadamente... (hehehe)

Cauê Santos

1 de jun de 2010

FENADOCE em Pelotas, e sugestões em crochê

Bom dia meninas ! E meninos... Hehehehe

Como estão?

Aqui está tudo ótimo, graças a Deus !

Com bastante frio,e temperatura menor que 10º. Mas como sou gaúcho, e adooooooro o inverno: não tem ruim ! Hehehe

Mas trouxe para compatilhar com vocês as fotos do meu passeio de sábado. Estive em Pelotas, fica a 30 minutos de distância de onde moro, e que também é conhecida nacional e internacionalmente pelos seus famosos doces, tradição portuguesa e peculiaridade local.
É em Pelotas que está acontecendo a FENADOCE (Feira Nacional do Doce), e eu estive lá, marcando minha presença (hehehe) e tirando algumas fotos.

Primeiro eu sozinho, loquiando em função da foto... hehehehe



Nessa foto eu e alguns amigos !



Mas além das fotos de amigos e nossas mesmo, é interessante que onde quer que a gente vá, tudo que está relacionado ao crochê e as artes, acaba nos chamando a atenção.

E minha lente não poderia deixar passar desapercebido esses trabalhos !

É bem comum que em feiras como esta, haja bancas de artesanato em geral. Mas nessa em peculiar, tinha uma banca do Sesc, que mostrava trabalhos de várias cidades do Rio Grande do Sul.
Foi feita uma parceria entre a entidade e a casa do artesão de cada cidade. Mas com um foco: desenvolver trabalhos que valorizassem a cultura local. Por exemplo, as cidades costeiras de nosso estado fizeram trabalhos voltados ao mar.
Observem a riqueza desses sapatinhos de bebê, um em formato de sapinho e outro de um cisne (?).

Primeiro uma foto que foca mais o sapinho, e outra que mostra o restante dos trabalhos. Analizem a criatividade e perfeccionismo desses artesãos:





Aqui eu trago a foto que mostra uma dessas bancas. Mas em peculiar aquela guirlanda com fuxicos que aparece. Achei a idéia ótima !
Barata de fazer, bonita e que pode render um bom lucro para quem for confeccionar.
Deixo como sugestão !



E quero mostrar também um trabalho que considerei EXCEPCIONAL, pela originilidade, pela minuciosidade da confecção, pelo cuidado, enfim, pela excelência.
Quando vi as almofadas e colchas demorei a assimilar que era crochê. Se tornou ainda mais legal quando me contaram que foram feitas por um homem !
Legal né !





Desse mesmo artesão é esta divisória. A madeira é de demolição, e o entremeio de crochê. Bunitão né !



E aqui minha última sugestão. Uma toalha em crochê que estava sobre uma mesa de doces, e que um tempo atrás a Nélia postou em seu blog. (magiadocrochet.blogspot.com)
Por isso estou trazendo as duas sugestões. A da feira, e a da Nélia.



E aqui a toalha de mesa da Nélia.



Bom pessoal, por hora era isto ! Estou fazendo alguns outros trabalhos e assim que acabar trago para mostrar.

Um abraço e um beijo no coração

Boa semana a todos !

Com carinho,

Cauê Santos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...